Anais do IV Encontro da Compolítica

ISSN (da publicação em pendrive): 2236-6490

 

GT 1: Comunicação e Democracia · Luis Felipe Miguel (UnB)

Acolhe trabalhos sobre a relação entre mídia e política nas sociedades democráticas, incluindo abordagens que destaquem o papel da comunicação nas teorias da democracia, os processos de produção das preferências e de definição da opinião pública, as transformações no discurso político e a importância da visibilidade midiática na produção do capital político, a conformação da agenda pública, a relação entre representantes e representados e os processos de accountability.

 

1ª sessão: “Mídia e Legitimação Democrática”

 

A mediação comunicativa face aos problemas da legitimação democrática contemporânea: a hipótese dos media como sistema social
Dyógenes Lycarião (UFMG)

Mídia e mercado livre de ideias: utopia ou realidade?
Orlando Lyra de Carvalho Jr. (UFJF)

De modelos e horizontes de expectativa: regulação e desregulação dos poderes midiáticos no Brasil (1945-2010)
Fernando Lattman-Weltman (CPDOC-FGV)

É assim, que assim seja: mídia, estereótipos e exercício de poder
Flávia Biroli (UnB)

 

2ª sessão: “Mídia, Democracia e Políticas Públicas”

 

Influência da mídia em políticas públicas: um campo exploratório
Cláudio Luis de Camargo Penteado (UFABC) e Ivan Fortunato (UNESP)

Visibilidade das políticas ambientais na mídia impressa brasileira: a produção jornalística e a formação da agenda pública
Michele Goulart Massuchin (UFPR)

O discurso do jornal O Globo sobre Estado brasileiro no debate sobre a política de cotas raciais nas universidades públicas
Ilídio Medina Pereira (UFRGS)

Comunicação pública e liberdade de informação: condições básicas para mídias legislativas
Antonio Teixeira de Barros (CEFOR/Câmara dos Deputados) e Cristiane Brum Bernardes (CEFOR/Câmara dos Deputados)

 

GT 2: Mídia e Eleições · Marcus Figueiredo (IESP-UERJ)

Tem como foco pesquisas que objetivam compreender a relação entre media e processos eleitorais. Dentre os eixos que constituem essa relação, cabe destacar: a) cobertura jornalística de eleições; b) Horário Gratuito de Propaganda Eleitoral (HGPE); c) comportamento eleitoral; d) mídias alternativas e eleições; e) accountability eleitoral; f) mídia e eleições permanentes.

 

1ª sessão: “Perspectivas sobre o Horário Gratuito Eleitoral”

 

Construindo o vinculo representativo: o HGPE na campanha para o senado
Carolina de Paula (IESP-UERJ)

O discurso midiático do PT e do PSDB nas eleições presidenciais de 2002 e 2010
Nelson Rosário de Sousa (UFPR) e Sandra Avi (UFPR)

Televisão e Eleições: análise das estratégias discursivas da propaganda eleitoral em Moçambique
Leonilda Muatiacale (Universidade Eduardo Mondlane, Maputo, Moçambique)

O melodrama como olhar interpretativo das campanhas eleitorais da TV
Maria Izabel Ferrari (UFF)

 

2ª sessão: “Mídia, eleições e estratégia política”

 

Gênero e Eleições presidenciais: um estudo sobre a hegemonia da temática religiosa no debate eleitoral de 2011
Denise Mantovani (UnB)

O mapa da mina: o uso estratégico dos spots nas eleições presidenciais
Felipe Borba (IESP-UERJ)

Quem se importa com os debates eleitorais na TV?
Fábio Vasconcellos (IESP-UERJ)

Spots e comportamento eleitoral na eleição presidencial de 2010
Jairo Pimentel Jr (USP) e Tiago Prata Lopes Storni  (CEDEPLAR-UFMG)

 

3ª sessão: “Jornalismo e eleições”

 

Rediscutindo o papel da imprensa nas eleções presidenciais de 2006: os efeitos foram realmente “limitados”?
Pedro Mundim (UFGO)

Moralismo e Política no Final da Última Década do Século XXI no Brasil
Gilberto Wildberger Almeida (UFBA)

Fotojornalismo e Indução de Visibilidade: uma análise das estratégias de enquadramento de “A Tarde” nas eleições 2010
Edson Dalmonte (UFBA) e Danielle Villela (UFBA)

As transformações da mediação e do poder do cidadão: o caso da hashtag “#dilmafactsbyfolha”
Nina Santos (UFBA)


GT 3: Comunicação institucional e imagem pública · Rudimar Baldissera (UFRGS)

Tem por objetivo discutir trabalhos que exploram a relação entre a mídia e a imagem pública tanto dos governantes, representantes, e atores da sociedade civil quanto das instituições políticas. Abrange a) marketing político; b) campanhas políticas; c) construção da imagem pública de representantes, de atores cívicos e de instituições; d) estratégias de formação de imagem; e) pesquisa e avaliação de imagem.

 

1ª sessão: “Campanhas eleitorais e imagem pública”

 

Eleições, pesquisas e estratégias de marketing: a campanha eleitoral de Micarla de Sousa em Natal (2008)
Emmanuel de Sousa Campos (UFRN)

Mídia e política: a construção da candidatura de Aécio Neves como presidenciável em 2010
Érica Anita Baptista Silva

O que os candidatos à Presidência do Brasil falaram nos programas do HGPE, nas últimas eleições?
Luciana Panke (UFPR), Lucas Gandin (UFPR), Taiana Bubniak (UFPR) e Tiago César Galvão (UFPR)

As representações sociais de Heloísa Helena no Roda Viva – TV Cultura nas eleições presidenciais de 2006
Rogério Ferreira Silva (IFBA)

 

2ª sessão: “Estratégias de Comunicação Institucional e imagem”

 

A internet como meio de comunicação política e construção de imagem no Brasil democrático
Suzana de Andrade Ferreira (UFBA)

Novas mídias e eleições 2010: a utilização do twitter como instrumento de campanha pelos candidatos ao governo do Paraná
Emerson Urizzi Cervi (UFPR) e Michele Goulart Massuchin (UFPR)

Estratégias de marketing político e comunicação na Prefeitura Municipal de Caruaru (2008-2012)
Hugo César Soares de Souza (FAVIP)

Lideranças Políticas e Cinema: a imagem construída de alguns presidentes brasileiros
Vera Chaia (PUC-SP)

 

GT 4: Internet e política · Wilson Gomes (UFBA)

Abrange estudos sobre fenômenos políticos das mais diversas naturezas que se apresentam na Internet e a partir dela. Contempla os seguintes eixos: a) relação entre as novas tecnologias e democracia; b) governo eletrônico; c) accountability eletrônico d) experiências de utilização da internet como espaço de participação e reivindicação política de grupos sociais ou cidadãos.

 

1ª sessão: “Internet, campanhas eleitorais e instituições políticas”

 

As Campanhas invadem o Twitter: uma análise da performance dos três principais candidatos à presidência da república em 2010 no Brasil
Camilo Aggio (UFBA)

O Twitter na campanha eleitoral de 2010
Wilson Gomes (UFBA) et al.

O uso da internet pelos candidatos aos governos estaduais e ao senado federal nas eleições brasileiras de outubro de 2010
Sérgio Braga (UFPR) et al.

Modelo organizacional de partidos políticos na internet: um estudo sobre o partido dos trabalhadores
Adriane Figueirola Martins (UFF)

 

2ª sessão: “Internet e cidadania”

 

O debate sobre o Marco Civil da Internet
Rosemary Segurado (PUC-SP)

A ciberpolítica no caminho da rede: o blog como espaço semiosférico
Denize Levy (UFAM) e Jonária França da Silva (UFAM)

Internet, cidadania e esfera pública: um estudo comparativo dos Ministérios da Cultura do Brasil, Argentina e França
Marcelo Burgos Santos (PUC-SP), Rafael Araújo (PUC-SP) e Claudio Penteado (PUC-SP)

Democracia Monitorada: Internet e poder cidadão
Ramón Feenstra (Universitat Jaume I) e Dilneia Rochana Tavares do Couto (Universitat Jaume I)

O fenômeno Wikileaks e as redes de poder
Sergio Amadeu da Silveira (UFABC)

 


GT 5: Comunicação e sociedade civil · Ricardo Fabrino (UFMG)

Encampa trabalhos de natureza teórica e empírica que contemplem a interface entre comunicação e sociedade civil. Entre as múltiplas dimensões dessa interface, convém citar: a) ações coletivas com foco na visibilidade midiática; b) representações sociais nos media; c) identidade, reconhecimento e meios de comunicação; d) ativismo midiático e comunicação comunitária; e) ciberativismo; f) participação política e mobilização social; g) esfera pública e processos deliberativos; h) representação política e sociedade civil.

 

1ª sessão: “Sociedade civil, mídia e debate púbico”

 

Apontamentos metodológicos para análise de enquadramentos em processos deliberativos
Danila Gentil Rodriguez Cal (UFMG)

O debate em torno das cotas nas universidades públicas brasileiras de 2001 e 2009: uma análise preliminar
Juliana Santos Botelho (UFMG), Rousiley C. M. Maia (UFMG) e Pedro Santos Mundim (UFGO)

Batalha de Papel: a Transposição do São Francisco nas páginas do Jornal/Revista Manuelzão
Marco Antônio Pessoa (Cpdoc/FGV)

Representações sociais nas audiências públicas de Belo Monte. Do palco ao recorte midiático
Thiago Almeida Barros (UFPA/UNAMA) e Nirvia Ravena (UFPA)

 

2ª sessão: “Internet e Sociedade Civil”

 

Internet e mobilização política – os movimentos sociais na era digital
Marcus Abílio Pereira (UFMG)

Participação e Narrativas Audiovisuais na Revista Multimídia Viva Favela
Leonardo Moraes Menezes (UFF)

Esfera civil e eleições 2010: análise de iniciativas online buscando maior controle civil sobre o processo eleitoral
Rafael C. Sampaio (UFBA), Dilvan P. de Azevedo (UNEB) e Maria Paula Almada (UFBA)

Democracia digital e sociedade civil: uma perspectiva do estado atual no Brasil
Graça Penha Nascimento Rosseto (UFBA) e Rodrigo Carreiro (UFBA)

 

3ª sessão: “Participação política”

 

Participação política de organizações da sociedade civil de Salvador
Jussara Borges (UFBA), Othon Jambeiro (UFBA) e Lídia Oliveira (Universidade de Aveiro)

Mídia e movimentos sociais: um esboço metodológico a partir da frame analysis de Erving Goffman
Jocelaine Josmeri dos Santos (UFPR) e Kelly Cristina de Souza Prudencio (UFPR)

Pesquisa de Opinião Pública facilita o Processo de Criação de Unidades de Conservação no Território das Florestas com Araucária
Claudia Massaro Picone (The Nature Conservancy do Brasil)

A ausência de reconhecimento social de cidadãos destituídos no Brasil e na França: um estudo comparativo entre a Bolsa-Família e o RMI
Ângela Cristina Salgueiro Marques (Faculdade Cásper Líbero)

 

GT 6: Cultura política, comportamento e opinião pública · Luciana Veiga (UFPR)

Acolhe trabalhos voltados para os seguintes temas: a) identificação de conhecimentos, valores e crenças que influenciam o comportamento político dos diversos atores na democracia (cidadãos, eleitores, políticos, partidos entre outros), b) análise dos determinantes do voto, c) estudo das percepções da opinião pública sobre os temas em debate e sua fundamentação, d) a importância da mídia em todos estes processos. Buscam-se diferentes ângulos de aproximação – teóricos e metodológicos – dos temas sob análise.

 

1ª sessão: “Opinião Pública e Comportamento Político”

 

Dilma presidenta: gênero, religião e valores morais em disputa na sucessão de Lula
Gustavo Venturi (USP)

O reflexo da opinião pública nas eleições 2010 e as expectativas em relação ao Governo Dilma
Maria Salete Souza de Amorim (UFBA)

Opinião pública, enxames e contornos visíveis da esfera pública na Web
Anderson de Almeida Cano Ortiz (UERJ/FACHA)

A interdependência dos determinantes do voto: a importância da Emoção, da Imagem e da Avaliação da administração na compreensão do comportamento do eleitor
Adriano Oliveira (UFPE), Carlos Gadelha (UFPE) e Djalma Guimarães (UFPE)

 

2ª sessão: Dimensões da Cultura Política

 

Cultura Política e Hegemonia
Jorge Almeida (UFBA)

Cultura política: anotações sobre o conceito e os casos brasileiro e baiano
Lília de Souza (UFBA)

Cultura política e contra-hegemonia: o socialismo e a decisão do voto no Brasil dos anos 2000
João Ignacio Pires Lucas (UCS)

“Feliz? Sim. E aí?”
Tiago Prata Lopes Sto (UFMG) e Jairo Pimentel Jr. (USP)

 

GT 7: Políticas de comunicação · Othon Jambeiro (UFBA)

Tem o objetivo de debater textos que tratem de: a) bases conceituais para a formulação e execução de políticas de comunicação; b) relação entre políticas e estratégias de comunicação com cultura, democracia e cidadania; c) condicionantes históricos, econômicos, políticos, culturais, institucionais e legais para a formulação e desenvolvimento de políticas de comunicação; d) estrutura e funcionamento de instituições e organizações, públicas e privadas, envolvidas nos processos decisórios de concepção, implementação e controle das políticas de comunicação no mundo contemporâneo; e) tecnologias avançadas, particularmente Internet, e sua relação com os vários níveis de governo e grupos sociais e econômicos.

 

1ª sessão: “Regulamentação dos Meios de Comunicação”

 

Regulação da radiodifusão na América e Europa: competências e poderes de órgãos e agências reguladoras em dez países
Sivaldo Pereira da Silva (UFAL) e Vivian Peron (UFMG)

Infotelecomunicações, concentração midiática e regulamentação
Mônica Simioni (IESP-UERJ)

Atores, interesses e processo decisório: o caso da TV digital brasileira
Juliano M. Domingues-da-Silva (UNICAP)

Respostas regulatórias à convergência: a radiodifusão brasileira frente ao debate mundial
Chalini Torquato Gonçalves de Barros (UFBA)

 

2ª sessão: “Políticas de Democratização dos Meios de Comunicação”

 

Internet como alternativa para o engajamento cívico – Reflexões sobre o caso das ONGs
Raquel Gomes de Oliveira (UFBA) e Luciana Pinto (UFMG)

Economia informal e legislação sobre bancas de jornais: urbanismo, urbanidade e disputas fraternas pelo uso do espaço público
Viktor Chagas (UFF)

Programa Cultura Viva – as estratégias de uma Política Pública articulada em rede
Pedro José Braz (UFF)

Cultura política e democratização da comunicação no Brasil
Ivonete da Silva Lopes (UFF)

Estratégias de marketing político por organizações partidárias interioranas
Mariela Portz Dorneles (UNIVATES)

 

GT 8: Jornalismo político · Fernando Azevedo (UFSCar)

Aceita trabalhos voltados à compreensão dos condicionamentos e conseqüências do jornalismo político. São bem vindas abordagens teóricas, históricas, empíricas, comparativas e transdisciplinares. Algumas questões clássicas incluem: cobertura eleitoral; ética jornalística e prática profissional; economia política dos meios noticiosos; jornalismo online; crise política e escândalo midiático; jornalismo e accountability; imprensa, governo e controle da informação; entre outras.

 

1ª sessão: “Os jornalistas como agentes políticos”

 

O campo político e o campo jornalístico: influências políticas na produção da notícia na Editoria de Política do Diário Catarinense
Aline Louize Deliberali Rosso (UFSC) e Yan de Souza Carreirão (UFSC)

Pesquisador-jornalista/Jornalista-pesquisador – Uma análise da cobertura das eleições presidenciais de 2010 do ponto de vista do repórter
Fhoutine Marie Reis Souto (PUC-SP)

A identidade jornalística: profissionalismo e representação numa perspectiva comparada
Marco Roxo (UFF)

Além dos paradigmas: o exercício do Jornalismo no regime militar
Juliana Gagliardi de Araujo (UFF)

 

2ª sessão: “Jornalismo, Ética e Escândalos Políticos”

 

Escândalo político e os laços entre mídia e política no Brasil
Pâmela Araujo Pinto (UFF)

“A disputa pelo poder simbólico no escândalo do mensalão”
José Henrique P. e Silva (PUC-SP)

Um escândalo no Senado: enquadramentos de atos sigilosos e negociações no cenário político
Neuma Augusta Dantas e Silva (UFBA)

Os ganhos democráticos do jornalismo político na tevê pública
Acácio Salvador Véras e Silva Júnior (UFRGS)

 

3ª sessão: “Jornalismo e Representações da Política”

 

Os fluxos de inclusão e exclusão na configuração da agenda da mídia
Leonardo Mangialavori (IPOL/UnB)

As figuras do imaginário dos presidentes Chávez e Piñera construídas pelas revistas brasileiras
Ruben Dargã Holdorf (UNASP)

Memória discursiva liberal e construção do ‘socialismo do século XXI’ no noticiário de O Globo sobre a reforma constitucional venezuelana de 2007
Paulo Roberto Figueira Leal (UFJF) e Gláucia da Silva Mendes (UFRJ)

Jornalismo e política: o agendamento da informação na organização do golpe de 1964 no Brasil
Alice Mitika Koshiyama (USP)

 

GT 9: Propaganda e marketing político · Adolpho Queiroz (UMESP)

Aceita artigos que identifiquem a importância da propaganda política no composto do marketing, tendo como eixos temáticos: a) história da propaganda política; b) biografias dos marketeiros políticos; c) experiências de propaganda política em veículos de comunicação (jornais, revistas, rádio, televisão, internet e “no midia”/midia informal); d) jingles e slogans eleitorais; e) experiências inovadoras de planejamento estratégico em marketing político; f) marketing político internacional, relatos de experiências.

 

1ª sessão: “Marketing e Propaganda Eleitoral”

 

Efeito Tiririca: A eleição do palhaço que marcou o 1º turno das eleições de 2010
Daniela Rocha (UMESP)

A música na política eleitoral: um pouco da história jingle político no Brasil
Luiz Claudio Lourenço (UFBA)

Publicidade eleitoral no jornal: campanha de 2010 no RS
Maria Berenice da Costa Machado (UFRGS)

A Propaganda e o Programa: uma discussão sobre a apresentação dos programas de governo nas eleições 2006 no HGPE
Jeane de Freitas Azevedo (UFRN)

 

2ª sessão: O Marketing Político: Dimensões Organizacionais

 

O funcionalismo no marketing político
Juliana Leone (UMESP)

Hospitalidade: uma das formas mediadoras nas ações de Comunicação Política
Maria Cláudia Setti de Gouvêa Franco (UMESP)

A utilização de gimmicks na comunicação política: por que humanizar quem já é humano?
Sérgio Roberto Trein (UNISINOS)

O potencial dos advergames como mídia eleitoral – um estudo do jogo Dilma Adventure
Marcelo Santos (PUC-SP), Maria Ribeiro (PUC-SP) e Sabrina Carmona (PUC-SP)